CBF acolhe o pedido do Corinthians, muda a data do jogo e o time terá a Arena lotada contra o Chape – Notícias do Corinthians

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou neste sábado que o jogo entre Corinthians e Chapecoense, pela 29ª rodada do Brasileirão, foi transferido de 31 de outubro para 1º de novembro, às 21h30, no Neo Química Arena. A mudança veio depois que a organização atendeu a um pedido do Alvinegro, que poderia assim disponibilizar aos torcedores 100% da capacidade de seu estádio.

Isso porque, a partir do próximo mês, o Governo de São Paulo autoriza os jogos no estado com seus respectivos locais gratuitos para receber o máximo de torcedores possível. Até o final de outubro, as restrições impostas pelos protocolos de saúde e prevenção contra a Covid-19 só permitem que os jogos ocorram em estádios com no máximo 50% da capacidade liberada para os torcedores.

Com a mudança da data da partida, o Corinthians poderá oferecer ao Fiel uma carga de aproximadamente 47 mil ingressos para o duelo contra a Chapecoense, sendo que a Arena Neo Química terá 100% de sua capacidade liberada.

Antes do duelo do dia 1º de novembro, o Timão fará dois jogos fora de casa no Brasileirão. Enfrenta o São Paulo no clássico nesta segunda-feira, no Morumbi, e o Internacional no dia 24, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Depois de quase 20 meses sem contar com a torcida em seu estádio por conta da nova pandemia do coronavírus, o Corinthians disputou dois jogos na Arena Neo Química com a presença do Fiel, contra a Bahia e o Fluminense, mas as duas vezes na lotação do recinto limitado a 30% – só a partir deste sábado as areias paulistas poderão liberar 50% de seus setores.

Diante dessa mudança, confirmada neste sábado pela CBF, o Corinthians esperava ter 100% de seu estádio liberado após o duelo contra o Fortaleza, marcado para 6 de novembro, pela 30ª jornada do Brasileirão. Agora, porém, isso já pode acontecer na rodada anterior da competição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas