CorSera: Atrito entre Milão, Inter e Câmara Municipal devido ao aluguel de San Siro

AC Milan e Inter podem entrar em conflito com o conselho sobre o valor do aluguel que eles terão que pagar por San Siro após o período Covid-19.

Conforme relatado por il Corriere della Sera (via MilanLive), há algum atrito sobre o valor que os dois clubes devem à Câmara Municipal de Milão pelo aluguel de San Siro, devido à pandemia e ao fechamento dos estádios, além da perda de receitas do resultou.

O Milan e o Inter pediram um desconto no aluguel e, na verdade, existe uma cláusula no acordo firmado há 20 anos que o prevê.

O artigo 5º do documento diz: “(…) as possíveis restrições de uso do estádio e as atividades que ele tenha realizado por qualquer motivo não imputável a culpa de fato ou concessionárias que duraram por mais de 30 dias consecutivos resultarão em um percentual redução do aluguel anual que será proporcional à redução na arrecadação em relação àquela recebida pelas concessionárias no último ano contratual de uso pleno ”.

O Milan e o Inter pagam € 9,5 milhões por ano ao Conselho, mas deve-se observar que grande parte da temporada 2019-20 e praticamente todos os torcedores da última temporada não foram permitidos, então a receita da jornada caiu para praticamente zero.

O Conselho está disposto a conceder descontos inferiores aos solicitados pelos clubes: 22,737% (pouco mais de € 2 milhões) para a temporada 2019-20 e 19,59% (€ 1.840,369 milhões) para a campanha de 2020-21.


LEIA MAIS: Pioli tem uma ideia para cobrir Theo Hernandez que não envolve Ballo-Toure

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas