De Londres, o atacante reforça torcida do Flamengo e sonha em colocar o título da Libertadores no currículo – Notícias do Flamengo

Torcida de todo o mundo segue para Montevidéu, onde o Flamengo enfrenta o Palmeiras, neste sábado, na decisão da Libertadores. Os cerca de 20.000 itens negros esperados no Uruguai serão apenas uma parte da multidão que seguirá a final onde quer que estejam. Em Londres, por exemplo, Rodrigo Muniz, agora no Fulham (ING), estará “sofrendo” com seus ex-colegas. Apoiar o atacante continua tendo um valor especial, já que o promissor atleta atuou pelo Fla nesta edição da Copa.

– Eu acho que dá (colocar o título no currículo, se o Flamengo vencer), sim, não ?! (Risos) Enquanto joga, acho que você pode se sentir um campeão. Claro, pra quem está na final é diferente, por todo o sentimento e envolvimento, mas pra mim também vai ser especial – disse Muniz, ao +LANÇAR!, antes de mais:

– Eu tenho um jogo aqui no mesmo dia, mas é mais cedo. Então é estar muito focado no jogo, buscar a vitória para manter a boa campanha, e depois nos organizar para ver a final (risos). Quem sabe sai um pequeno golo e depois sai o título também. – projetou Rodrigo Muniz, que estará à disposição do Fulham contra o Preston, na 20ª rodada do Campeonato, sábado, às 9h30.

Rodrigo Muniz, agora com 29 anos, alcançou a categoria de juniores do Flamengo em 2018. Sua estreia profissional aconteceu em 2020 e, após nove gols em 25 jogos pela primeira vez neste ano, o atacante foi vendido ao Fulham em agosto. Os ingleses vão pagar 8 milhões de euros pelo atacante, cerca de 49 milhões de reais.

Adaptando-se ao novo clube e país, Rodrigo Muniz foi conquistando gradativamente sua posição no Fulham. São nove jogos, sendo apenas um com mais de 35 minutos de campo, e três gols marcados no Campeonato.

Em uma entrevista com +LANÇAR!, o promissor centroavante brasileiro comentou sobre a sua estreia no Fulham, os desafios e as expectativas para a sequência na Inglaterra.

– Por agora só tenho que te agradecer. Claro que tem muitas mudanças, tem a questão da linguagem, do estilo de jogo, mas são coisas que vou aprendendo aos poucos. Eu sou jovem e isso me ajuda. Além disso, fui muito bem recebido no clube, todos me fizeram sentir confortável e relaxada para trabalhar. Aprendi e evoluí muito nos últimos meses – comentou Muniz, acrescentando:

– O objetivo principal na época era poder entender melhor como se joga o futebol aqui e se adaptar ao país. Acho que, apesar do pouco tempo, consegui evoluir. Tenho tentado aprender, observar e, quando posso, acho que também tenho conseguido um bom desempenho. Temos uma equipe muito boa e um grupo muito unido, focado na busca pelos nossos objetivos e estamos conseguindo nos manter nas primeiras posições.

Por sua breve mas positiva atuação na primeira equipe do Flamengo, Rodrigo Muniz tem seguido os passos da Nação no cenário europeu.

Os primeiros gols do atacante da segunda divisão da Inglaterra tiveram grande repercussão entre a torcida, e Muniz agradeceu o carinho.

– Sou feliz e sempre acompanho as repercussões. Quase sempre assisto aos jogos do Flamengo e incentivo meus amigos. A torcida do Flamengo é sensacional, quando saí ainda não havia público no estádio, apenas pelas redes sociais. Para mim é muito especial, é um sinal de que gostam de mim e de que consegui sair, apesar de em pouco tempo o meu nome ter ficado marcado de alguma forma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas