Em meio à greve do Cruzeiro, o presidente está na Europa dando palestra sobre os desafios da gestão – Notícias do Cruzeiro

O Cruzeiro tem mais um capítulo triste em sua história recente +com a paralisação dos jogadores do clube devido a atrasos salariais. E o presidente Sérgio Santos Rodrigues está em Portugal onde participa de um curso de gestão de futebol e não responde por ora pelo clube, em meio a uma nova crise da seleção mineira, que deve jogar pelo terceiro ano consecutivo em a Série B do Brasileiro.

A ausência de Sergio no clube tem gerado ainda mais resistências com seu nome para a torcida e internamente, como +não mantém boas relações com o principal parceiro comercial do clube, Pedro Lourenço, que tem manifestado publicamente o seu descontentamento com a actual gestão do Cruzeiro.

Outra viagem de Sérgio Santos Rodrigues à Europa, no final de setembro, em Madrid, na Espanha, para um curso de gestão e treinamento promovido pela FIFA, gerou uma série de críticas, já que o clube azul é instável dentro e fora de campo. Sérgio afirmou que a viagem já está programada e que deverá retornar ao velho mundo em janeiro, na Suíça.

+jogadores atacam

O goleiro Fábio, capitão do Cruzeiro, fez público, para confirmar que os jogadores do clube vão parar de trabalhar até que haja uma solução sobre os constantes atrasos nos salários com o time e funcionários do Raposa.
Fábio informou que os vencimentos têm mais de seis meses de vencimento, além das pendências do ano de 2020.

Com possibilidades de acesso praticamente nulas, o Cruzeiro terá agora que se organizar para 2022 e tentar um projeto vencedor de retorno à elite nacional. E, a nova “merda” que a Fox tem de lidar é a confirmação do golpe dos jogadores, que não reaparecerão nesta quinta-feira, após o intervalo após o jogo contra o Botafogo, na Série B.

O clube azul pagou uma folha de pagamento para as equipes profissional, administrativa, juvenil e feminina. No entanto, ainda existem pendências e as incertezas de que os vencimentos serão atualizados geram forte descontentamento interno.

Resolver os constantes atrasos econômicos será vital para manter o técnico Vanderlei Luxembourg em 2022, já que uma de suas exigências era que os salários fossem mantidos em dia. A Fox ainda não comentou o caso.

+Veja o cardápio completo

+“Carta à Nação Azul.

Nós, ATLETAS PROFISSIONAIS DO CLUBE CRUZEIRO ESPORTE, desde já informamos e esclarecemos publicamente a todos e em especial à Nação Cruzeiro, o seguinte:

Confessamos que é cansativo e angustiante escrever esta carta para a conquista de direitos, devido a condições insustentáveis. Não ficaremos calados, por isso estamos aqui para dar voz, principalmente aos colaboradores que têm sofrido com a situação atual.

Informamos que, diante dos repetidos atrasos salariais neste ano de 2021, que chegaram ao ponto insustentável de ter até 6 (seis) meses de atrasos, o que evidencia a precária situação econômica em que se encontram todos os funcionários, que atualmente Eles estão sendo resgatados pela ajuda, eles são expostos / ajuda financeira de atletas profissionais para manter suas necessidades básicas de sobrevivência.

Ressaltamos que a delicada situação é praticamente impensável para um clube da grandeza e tradição do Cruzeiro Esporte Clube. Até o momento, os atletas e funcionários do Cruzeiro Esporte Clube (Toca I e Toca II) estão com o vencimento em atraso.

Entre o elenco profissional e os empregados com vínculo empregatício em vigor, também existem pendências financeiras para o ano de 2020. Informamos que esta carta foi necessária devido à absoluta ausência de uma resposta efetiva quanto ao pagamento dos vencimentos atrasados.

Porém, neste ato, destacamos que, por todas as dificuldades econômicas impostas pela delicada situação, tem havido e não faltará a execução de contratos de trabalho por parte de atletas profissionais e funcionários, que nunca saíram e / ou vão deixar de trabalhar. . fazer isso. homenagear a camisa tradicional deste clube gigantesco.
Informamos a direção do Cruzeiro Esporte Clube que ficaremos aguardando o cumprimento das obrigações o quanto antes, e é lamentável ver o sofrimento dos colaboradores que dedicam seus dias à manutenção desta instituição centenária e vitoriosa.

Vamos parar de treinar a voz de todos os funcionários que amam o Clube e estão indefesos.

Infelizmente, a forma como os atletas e funcionários são tratados tornou-se intolerável e injustificável. Não aceitaremos essa negligência que tem afetado famílias que dedicam seu tempo, seu suor, seu esforço para cuidar, cuidar e servir esta querida instituição do Cruzeiro Esporte Clube.

Vá em frente, Cruise. Você é gigante.
Belo Horizonte, 13 de outubro de 2021 “.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas