Grêmio renuncia em meio a crise

A derrota do Grêmio por 1 a 0 para o Fortaleza foi decisiva para a saída do vice-corredor de futebol Marcos Herrmann. Já o presidente Romildo Bolzan Júnior vai acumular as funções de agente do clube e homem forte do futebol.

Antes de anunciar sua saída do departamento de futebol, Marcos Herrmann abriu seu discurso pedindo desculpas, em nome da diretoria, ao torcedor gremista e apelou aos torcedores que acreditassem na possibilidade de o Tricolor evitar seu terceiro rebaixamento à segunda divisão do futebol brasileiro.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

“Em nome da gestão, gostaria de pedir desculpas à torcida gremista pela situação em que nos encontramos. Vou pedir aos fãs que acreditem e nos encorajar a sair dessa situação. Faltam 14 jogos e se vencermos todos os jogos que temos que disputar em casa, podemos escapar. Estou me demitindo da vice-campeã do futebol, acho que é hora de sangue novo, de novas ideias para ajudar no vestiário ”, disse Marcos Herrmann, em seu discurso após a derrota para o Fortaleza.

O desafio do presidente Romildo Bolzan agora é definir o novo vice de futebol e, em seguida, acertar a contratação do novo técnico. A manutenção do interino Thiago Gomes no cargo até o final do ano não pode ser descartada. Roger Machado e Mano Menezes foram contatados e recusaram o convite.

O nome de Lisca não é unânime entre diretores e fãs, por isso ela acabou perdendo forças. O próximo jogo do Grêmio será no domingo, contra o Juventude, na Arena. O confronto é direto para escapar da descida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas