Marcão comemora a vitória, analisa mudanças e projeta um clássico: ‘Vimos o Fluminense que gostamos’ – Notícias do Fluminense

Este Domingo, +Fluminense venceu o Atlético-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada, em partida válida pela 27ª rodada do Brasileiro. Após a partida, que quebrou o jejum de três jogos sem vitória, Marcão comentou as mudanças que fez na escalação e analisou o desempenho do+ Marlon, Jhon Arias e John Kennedy, que foram as manchetes hoje.

– Um jogo em que precisávamos de alguém com capacidade de entrada, como o Arias, para quebrar a segunda linha do Atlético, porque joga com dois médios defensivos no interior. Também um jogador com a característica de fazer a volta, a infiltração, um passe preciso para os homens da frente. Por isso optamos por isso e gostamos das ações – disse o técnico, antes de continuar.

– No segundo tempo vimos que caiu um pouco de intensidade e optamos por mudar para preservar a parte física. O Marlon estava muito confiante, já estava há um tempo inativo, mas treinava bem conosco e se saía bem nas laterais. Ele marcou bem, fechou a linha, ofensivamente falando, cometeu ofensas de dentro. E John, que entrou porque não temos o nosso 9, e porque ele tem aquela facilidade dentro, para girar, e ele contribuiu muito. Foram três jogadores que entraram e se corresponderam – analisou Marcão.

– O Atlético tem uma característica, em que é difícil marcar, em algum momento se você não está focado, você marca um gol. Temos que dar os parabéns à equipa, pois hoje vimos mais uma vez o Fluminense que gostamos de ver: forte, confiante e a construir esta bela e importante vitória – afirmou o treinador do Flu.

+ Confira o ranking da Série A Brasileira

As mudanças não apenas convenceram, mas também agradaram parte da multidão que vinha pedindo a opinião dos jogadores. No entanto, Marcão afirmou que a avaliação externa não pesa nas decisões, mas nas características necessárias a cada jogo e ao dia a dia no clube.

– Ficamos felizes quando os torcedores jogam juntos, mas os que entraram hoje … O Arias já jogava há muito tempo, nos dois jogos anteriores ele produzia bem. Fizemos a alteração que o momento solicitou. Ele e Cazares se saíram bem contra o Corinthians. Precisávamos de um jogador com essa característica. Da mesma forma, John [Kennedy]. O Raúl precisava voltar para a Argentina, então aproveitamos para colocar um jogador mais leve – disse Marcão.

– Tínhamos certeza de colocá-lo porque ele já estava indo bem no Sub-20. O Danilo veio de uma sequência de jogos, e como fiz com o Martinelli, o Samuel e agora o Luccas Claro, entre outros, em algum momento ele teria que se salvar. A referência é treino, jogo. Quem produz, mostra, pede entrada, temos que estar atentos à comissão técnica para ver o melhor momento para colocá-los.

Por fim, o treinador aproveitou para desenhar o clássico entre Flamengo e Fluminense na próxima rodada, no Maracanã. O professor destacou ainda que a presença da torcida é fundamental em um jogo como este, e promete um grande duelo.

– Queremos muito que nossos torcedores no estádio nos apoiem e nos façam avançar. Quando se trata de um clássico como esse, você olha para cima e vê que está cheio de fãs, é uma fonte de satisfação. Sabemos que será uma partida difícil, independentemente das peças que o Renato tenha à disposição, mas da nossa parte faremos o possível para que seja uma grande partida e somar os três pontos.

Com o resultado, o Tricolor acumula 36 pontos e subiu duas posições, passando para a oitava posição na tabela. No próximo sábado, o Fluminense enfrenta o Flamengo, às 19h, no Maracanã, em partida válida pela 28ª rodada do Brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas