Os detalhes da votação para o prêmio de Melhor Jogador da FIFA foram revelados e, como é quase usual, há algumas revelações muito interessantes. Os capitães de seleções, treinadores e membros da mídia de cada país da FIFA foram convidados a escolher seus três melhores jogadores para 2021. Os votos de capitães e treinadores representaram 25% da votação final.

Selecção de Portugal esquece Cristiano Ronaldo

O polonês Robert Lewandowski ganhou o prêmio de melhor jogador masculino pelo segundo ano consecutivo, superando Lionel Messi e Mohamed Salah. O polonês votou em Messi, mas depois optou por Jorginho, do Chelsea, em segundo, e Cristiano Ronaldo, em terceiro. Os votos de Messi foram para seus companheiros de time do Paris Saint-Germain, Neymar e Kylian Mbappé, enquanto Karim Benzema obteve seu terceiro voto.

Ronaldo, por sua vez, reservou seus votos para o eventual vencedor Lewandowski, N’Golo Kanté e Jorginho. Não é surpresa que os dois maiores jogadores de nossa geração evitaram votar um no outro, já que sua rivalidade continua acirrada apesar de terem campeonatos diferentes. O técnico da Argentina, Lionel Scaloni, não surpreendeu ao apoiar Messi, mas o mesmo não pode ser dito do técnico de Portugal, Fernando Santos, que não incluiu Ronaldo em seu voto. Ele preferiu votar em Kanté, Jorginho e Lewandowski, como seu capitão.