O Real Madrid pode se sair melhor se outros times espanhóis não chegarem às oitavas de final da Liga dos Campeões

O Real Madrid pode até se sair melhor se os outros times espanhóis não avançarem na Liga dos Campeões.

O Los Blancos é o único dos cinco times espanhóis que já garantiu sua vaga nas oitavas de final.

O Barcelona provavelmente precisará vencer o Bayern de Munique fora de casa no último jogo, precisando igualar o resultado do Benfica contra o Dínamo de Kiev.

Enquanto isso, o Atlético de Madrid precisa vencer o Porto e torcer para que o AC Milan não vença o Liverpool.

O Sevilla simplesmente tem que vencer o Salzburgo no último jogo, enquanto o Villarreal tem um pouco mais de facilidade, indo para o Bergamo com a necessidade de empatar ou vencer o Atalanta.

Mas, para o Real Madrid, eles podem estar em melhor situação se os seus colegas espanhóis não conseguirem obter um resultado.

Olhando para o sorteio das oitavas de final, times do mesmo país ainda não podem se enfrentar.

Se o Real Madrid empatar ou vencer o Inter de Milão esta noite, ficaria com o primeiro lugar no grupo e enfrentaria um vice-campeão não espanhol na próxima rodada.

Se, por exemplo – e é certo que é improvável – todas as seleções espanholas passarem, o Real Madrid teria tido a possibilidade de jogar contra o PSG, a Juventus ou o Sporting CP – uma torcida dura.

Mas se fosse o contrário e todas as equipas espanholas fossem eliminadas, o Real Madrid teria a possibilidade acrescida de defrontar o Benfica, Atalanta, Salzburgo e Porto.

Isso tornaria o empate muito mais favorável, embora, é claro, existam mais cenários que poderiam entrar em jogo se uma, duas ou uma combinação diferente de times espanhóis conseguisse chegar à próxima rodada.

E, não esquecendo, há também o bônus adicional para o Real Madrid, de assistir a alguns de seus rivais pelo título da La Liga jogar uma rodada extra de jogos, caso caiam para a Liga Europa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas