Pedro aproveita Gabigol na Seleção Brasileira para conquistar o título no Flamengo

O Flamengo continuou perseguindo o líder Atlético-MG ao vencer o Juventude, no interior do Maracanã, por 3 a 1, em partida válida pela 26ª jornada do Brasileirão. A notícia que mais chamou a atenção em campo foi a cobrança de falta de Andreas Pereira, que encerrou uma grande rápida sem gols de Vermelhos e Pretos marcados em cobranças de falta e recebeu elogios entusiasmados de Romelu Lukaku do Chelsea e Paul Pogba do Manchester United. Michael continuou com sua regularidade determinada, mas também precisamos falar sobre Peter.

Foi a camisa 21 do Flamengo que ajudou Kenedy a abrir o placar contra Alviverde, do Rio Grande do Sul. E também foi o segundo gol de Pedro contra o Juventude, que acabou dando mais tranquilidade em campo ao time comandado por Renato Gaúcho. O atacante de 24 anos foi substituído no segundo tempo, mas mais uma vez deu um excelente argumento a seu favor. Apesar do baixo número de participações com a bola aos pés, quando a bola chegou aos seus pés, Pedro decidiu. Como costuma fazer quando está entre as manchetes vermelhas e pretas.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

Se a torcida do Flamengo se contorce de (justa) raiva ao ser forçada a ficar sem Gabigol – e outros nomes – em meio às seleções para as datas da FIFA, Pedro vê a situação como uma oportunidade. E veja a oportunidade com olhos de predador. No atual Encontro FIFA, o camisa 21 do Flamengo participou com gols nas três partidas, enquanto Gabigol veste a camisa 21 do Brasil. Ele deixou sua marca no empate contra o Red Bull Bragantino, marcou no Fortaleza e repetiu o feito agora contra o Juventude (também dando assistência).

Com sete gols marcados, Pedro ultrapassou Gabigol no ranking de artilheiros do Brasileirão 2021 e ficou atrás apenas dos nove marcados por Bruno Henrique. Seis desses gols foram marcados jogando na equipe titular. Conseguir uma vaga no rojinegro onze é um dos objetivos do atacante, por mais ingrata que seja esta missão: o competidor, afinal, é Gabigol. Mas enquanto Gabigol continua decepcionando o Flamengo graças à raridade do calendário brasileiro, Pedro aparece como um profissional habilidoso na arte de fazer gols nas cores preta e vermelha.

(Foto: Divulgação / Flamenco)

“Temos que fazer a nossa parte e vencer as partidas, o Flamengo está preocupado com isso, vamos continuar crescendo para tentar voltar a conquistar o título brasileiro”, disse o camisa 21 após a partida.

Entre os milhões de rubro-negros insatisfeitos com o desfalque de Gabigol pela Seleção Brasileira, provavelmente Pedro é o único que parece não ter do que reclamar. E está fazendo gols para este Flamengo, que segue forte nas copas dos gols da Copa do Brasil (semifinalista), Brasileirão (vice-líder) e Libertadores (finalista).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas