São Paulo anuncia “acordo conjunto”, mas Crespo foi demitido e vai cobrar multa na demissão

O São Paulo anunciou um “acordo comum” para a saída de Hernán Crespo do cargo de técnico nesta quarta-feira (13) e contratou Rogério Ceni como substituto. A objetivo No entanto, confirmou que a Argentina cobrará a multa rescisória prevista no contrato: US $ 750 mil (aproximadamente R $ 4,1 milhões).

Este foi o valor acordado para uma rescisão contratual para o segundo semestre de 2021. Até meados do ano o valor era superior: 1 milhão de dólares. Se Crespo saísse em 2022, a multa cairia para US $ 500.000.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

Nos bastidores, diferentes fontes apontaram o objetivo que Crespo foi demitido do São Paulo, embora o clube tenha anunciado um acordo comum na saída. Com a nova regra da CBF para troca de treinador, cada clube pode, teoricamente, trocar de treinador apenas uma vez, mas uma decisão consensual é a maneira de contornar esta regra.

O substituto de Crespo, Rogério Ceni, comanda o primeiro treino na noite desta quarta-feira, no Morumbi, e estreia contra o Ceará, nesta quinta-feira, pelo Brasileirão. Ele faz sua segunda etapa como treinador no Tricolor.

Durante oito meses, Crespo liderou a equipe na conquista do Campeonato Paulista e atuou em 53 jogos, com 24 vitórias, 19 empates e dez derrotas, somando 57,23% dos pontos. A equipe também foi comandada em outros quatro jogos pelo assistente Juan Branda, quando o argentino se recuperava do Covid-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas