Sem passaporte de vacinação, Bolsonaro diz que não viu Santos x Grêmio

Neste domingo (10), o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que não pôde assistir ao jogo entre Santos e Grêmio, na Vila Belmiro. A razão é que ele não foi vacinado contra a Covid-19 e não apresentou o chamado “passaporte vacinal”.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

Em São Paulo, na frente da imprensa, Bolsonaro criticou a medida apoiada por governadores e prefeitos de todo o país, que visa controlar o acesso da população a determinados lugares. Só quem já tomou a vacina Covid-19, por exemplo, pode entrar no estádio para assistir a um jogo de futebol.

“Por que carteira de identidade, passaporte da vacina? Queria ver o jogo do Santos agora e me disseram que tenho que me vacinar. Por quê? Tenho mais anticorpos do que quem tomou a vacina”, disse o político.

Bolsonaro nunca escondeu que é contra a vacina Covid-19 e recentemente, em eventos internacionais, chegou a se “gabar” ao primeiro-ministro britânico Boris Johnson de que não tomou nenhuma das doses disponíveis de imunizantes.

O discurso do presidente ocorre poucos dias depois que o Brasil atingiu a marca de 600.000 mortos como resultado da pandemia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas