Sylvinho comemora atuação e comemora a oitava vitória consecutiva do Corinthians em casa, mas evita projetar Libertadores – Notícias do Corinthians

Depois de ver o Corinthians vencer o Atlético-PR por 1 a 0, neste domingo, no Neo Química Arena, e conquistar a oitava vitória consecutiva em casa no Campeonato Brasileiro, o técnico Sylvinho elogiou o bom desempenho da equipe e a excelente sequência do time em casa . , mas evitou projetar a participação do Alvinegro na Copa Libertadores, em que pelo menos uma vaga nas eliminatórias foi garantida após o empate entre Santos e Internacional, horas depois.

+TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Descubra o aplicativo de resultados LANCE!

+GALERIA
> Veja quanto tempo dura o contrato de cada jogador do Corinthians

Questionado sobre o que já planejou para a participação do Corinthians no torneio continental, o treinador destacou que atualmente se concentra apenas nos dois últimos jogos do Timão nesta reta final do Brasileirão, que enfrenta o Grêmio el no próximo domingo, em um torneio. novo duelo. em Itaquera, e a seguir encerrou a campanha no dia 9 de dezembro contra o Juventude, em Caxias do Sul.

– Em relação ao campeonato, há duas rodadas que ainda são muito importantes para nós, os números não são definitivos. Alegra-nos que nas últimas duas ou três rodadas tenhamos entrado e participado de um grupo tão seleto e importante como o G4, mas ainda não acabou. Está muito apertado, apertado, os números estão aí. Temos conversado com o elenco sobre isso, temos falado sobre isso em entrevistas, nada está decidido. É ótimo estar na posição em que estamos, estou feliz com isso. Manter o ritmo exige suor, dedicação e dois jogos pela frente – afirmou o comandante, em conferência de imprensa após a vitória sobre o Huracán.

Em seguida, o treinador elogiou as dificuldades oferecidas pelo Brasileirão, que foi novamente designado por ele como uma competição muito equilibrada, fato que pode surpreender qualquer favorito, status que o Corinthians terá nestas partidas contra o Grêmio e Juventude. que hoje lutam para se livrar do rebaixamento à Série B.

– Não dá para analisar o campeonato, os objetivos, desde a minha chegada venho dizendo que vamos jogar jogo a jogo. Um campeonato que eu conheço, difícil, equilibrado, desgastante, 38 partidas são disputadas em um tempo curtíssimo, com viagens longas, com pouca recuperação, algumas dessas equipes acabam jogando campeonatos sul-americanos e internacionais e acabam sofrendo mais. Não é o nosso caso, mas os outros sim – analisou Sylvinho.

– Estou me referindo em geral ao campeonato, à dificuldade que ele tem, então estamos absolutamente focados nos próximos dois jogos que teremos. Para ser sincero, (focamos apenas no) jogo de domingo contra o Grêmio e depois terminar (a campanha) em Caxias, completou.

+DESEMPENHO DA EQUIPE DENTRO E FORA

Comentando o desempenho apresentado pelo seu time neste domingo, Sylvinho admitiu que o Corinthians poderia ter aproveitado pelo menos uma das oportunidades que teve para fazer gols no primeiro tempo, mas ficou satisfeito com o desempenho geral da equipe. E lembrou da força do Atlético-PR ao avaliar a vitória que garantiu que sua equipe chegasse aos 56 pontos e se consolidasse na quarta colocação no Campeonato Brasileiro.

– Tivemos mais posse. Fomos melhores em campo, atiramos mais no gol, tivemos números expressivos e bons. Bom desempenho também, bom desempenho em casa. Sim, poderíamos ter marcado antes, sim, mas do outro lado tem um rival, tem um goleiro, é um time que conquistou recentemente a Copa Sul-Americana. É uma equipe importante e fisicamente forte, bem construída, e nos trouxe muitos problemas quebrar essa linha de cinco zagueiros para chegar ao gol – apontou.

Questionado sobre a grande diferença no desempenho da equipe em casa e fora, onde não vence há oito jogos, o treinador disse que o Corinthians merecia melhor resultado na derrota por 2 a 1 para o Ceará na última quinta-feira. , em Fortaleza.

– Voltamos a fazer um bom jogo em casa, num estádio que gera um ambiente muito positivo e que nos ajuda muito. Não concordo (que o time não jogou bem na capital cearense). O Ceará é uma partida que perdemos sem merecer perder. Os gols foram difíceis de administrar, isso faz parte, mas a exibição foi para o empate e podíamos ter mais sorte. Futebol não é sorte, é trabalho, a bola tem que ir. Mas nossa atuação não foi para a derrota, não concordo com você. E aqui somos muito fortes e o estádio ajuda muito – enfatizou o comandante ao comparar os desempenhos nas últimas partidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais notícias relacionadas